Recebi o texto abaixo por e-mail, cujo crédito de autoria foi dado a Jose Saramago. Sendo dele ou não, não importa. O importante é o conteúdo que, resumidamente, descreve realmente a paternidade.

“Filho é um ser que nos emprestaram para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isso mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado. Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo!”

Anúncios