Vídeos fantásticos!!!!

Deixe um comentário

Impressionante a habilidade dessas pessoas. Existem coisas que eu duvido.

MacBook Air 13″: Adeus, gordinho

Deixe um comentário

Vontade é o que não falta para comprar. O que falta mesmo é a grana! Caríssimo! Leia aqui e babe.

Xperias X10 vão receber novo Android 2.1

Deixe um comentário

Ôpa! Fico aqui aguardando ansioso. Clique aqui e leia a matéria completa.

Por que a galinha atravessou a rua?

Deixe um comentário

Segue um e-mail que recebi que retrata, de uma maneira engraçada, a fala de cada candidato a presidência e ao governo do DF. Não tem o crédito da autoria porque não consta no e-mail.

 

Dilma Rousseff: No que se refere ao fato de a galinha ter cruzado a rua, eu considero que este é mais um ganho do governo do presidente Lula. Eu considero que foi apenas depois que o presidente Lula me pediu para coordenar o PAC das Ruas é que as galinhas, no que se refere ao cruzamento das ruas, tiveram a oportunidade de poder cruzar as ruas, coisa que, aliás, só as galinhas com maior poder aquisitivo podiam no governo FHC, no qual o meu adversário foi ministro do Planejamento e da Saúde.

José Serra: Olha, este é mais um trolóló da campanha petista. Veja bem, as galinhas cruzam as ruas no Brasil, há anos. Eu mesmo coordenei a emenda na Constituição que permite o direito de ir e vir das galinhas. Eles ficam falando que foram eles que inventaram esse cruzamento de ruas, mas já no governo Montoro, quando eu era secretário do Planejamento, as galinhas cruzaram as ruas com maior segurança. Eu, por exemplo, criei o programa Galinha Paulistana, que permitiu que milhares de galinhas pudessem cruzar as ruas e, agora no meu governo, vou criar o “Galinha Brasileira”, em que toda galinha terá direito de cruzar as ruas quantas vezes quiser

Weslian Roriz: Eu vou defender a corrupção das galinhas botadeiras. Vou fazer chocador em todo butão de galinha que não existe.   Na minha família a honestidade pra cuidar das galinha era a coisa primeira que a gente aprendeu, porque senão elas num bota nada.

Agnelo Queiroz: Vejam bem… Eu vou, junto com o governo da presidenta Dilma, possibilitar que aqui em Brasília, as galinhas possam passar livremente pelas ruas.   Eu, pessoalmente, vou ser secretário da saúde das galinhas para que não ocorra mais essa bandalheira que tem hoje.   Nós acreditamos, com a nossa coligação vitoriosa, que galinha que não atravessar será porque não entende a faixa dos pedestres criada nos últimos 14 anos. Como médico, e humilde, acredito que galinha sadia atravessa sem problemas e vou estabelecer a alegria das galinhas andarem aqui no GDF.

Lição de português

Deixe um comentário

Recebi esta maravilhosa lição de português que infelizmente não consta o nome do autor. Uma pena, pois essa pessoa merece receber todo o crédito do mundo. Mas caso essa pessoa seja você, por favor, entre em contato comigo respondendo este “post”. A propósito, o texto está conforme o recebi, sem eu ter alterado nenhuma vírgula.

 

Tenho notado, assim como aqueles mais atentos também devem tê-lo feito,que a candidata Dilma Roussef e seus sequazes, pretendem que ela venha a ser a primeira presidenta do Brasil, tal como atesta toda a propaganda política veiculada pelo PT na mídia. Presidenta??? Mas, afinal, que palavra é essa totalmente inexistente em nossa língua? Bem, vejamos: No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante… Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade. Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.
Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não “presidenta”, independentemente do sexo que tenha. Se diz capela ardente, e não capela “ardenta”; se diz estudante, e não “estudanta”; se diz adolescente, e não “adolescenta”; se diz paciente, e não “pacienta”.
Um bom exemplo seria:
“A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta.”

Beijódromo da UnB será inaugurado em 30 de novembro

Deixe um comentário

Não virando uma “praça de alimentação” (entenderam, né?) parece interessante. Clique aqui e leia sobre o projeto.

Tem um celular Android? Veja os 22 melhores aplicativos

Deixe um comentário

Nem todos os aplicativos me servem, mas tem alguns que são indispensáveis. Clique aqui e confira.

Older Entries